Faça seu site!
Home > Noticias > Frei Tibúrcio comenta: A vergonha na câmara.

NOTICIAS

Frei Tibúrcio comenta: A vergonha na câmara.

21/06/2013 - 16:37:42

Frei Tibúrcio comenta: A vergonha na câmara.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vergonha


Os vereadores de Barbacena passaram a maior vergonha na última terça-feira, durante a manifestação que reuniu cerca de quatro mil pessoas na Praça dos Andradas. É que eles também se reuniam na Gaiola das Loucas quando a multidão começou a cobrar o motivo de eles terem concedido ao prefeito Toninho Andrada o direito de governar sem o crivo do Legislativo por 300 dias. Enquanto os olheiros deste abade estiveram no local não foi visto nenhum "nobre edil" na sacada da gaiola. Os que tentavam chegar eram vaiados. Ô dó!

 

Justiça


Este velho servo do Senhor já está um pouco caduco mas ainda sabe reconhecer certas coisas. Dos quinze vereadores da cidade, três foram contra o ato inconsequente citado acima: os oposicionistas Ronaldo Braga e Gonzaga, do PMDB, e o petista Carlos Roberto (Kikito). Os outros têm mais é que enfiar a cabeça na terra.

 

Nova geração


Os políticos brasileiros que se cuidem, pois nova geração não está para brincadeira. A onda de protestos que está acontecendo pelo país afora só vem provar que, mesmo a maioria dos políticos sendo contra, o povo está ficando mais consciente e, com isto, perdendo a paciência. Um dos cartazes empunhados por manifestantes em um dos protestos desta semana chamou a atenção deste velho abade e até da presidente Dilma Rousseff. A frase dizia: "Desculpem o transtorno, estamos mudando o país". É... pelo que se pôde perceber, a paciência da população já foi mesmo é pro saco.

 

Foguete


O enfoguetado festeiro não apareceu durante o movimento de protesto que recebeu milhares de pessoas na última terça-feira. Teve gente sentindo falta do foguetório que costuma partir de um solar situado na praça principal.

 

Vazio


Já a manifestação dos funcionários públicos municipais realizada na última quarta-feira não recebeu a adesão esperada. Também Antônio, o Chefe, decretou ponto facultativo na Prefeitura por causa do jogo do Brasil na Copa das Confederações. Os servidores protestaram contra o reajuste zero e reivindicavam o pagamento dos salários atrasados. Pelo jeito vão ter que esperar muito...

 

Mal exemplo


Segundo o "ex-porca voz" de Collor, o jornalista Cláudio Humberto, o PT nacional bolou um jeito de "efetivar" como servidores a "cumpanherada" que aparelha cargos de confiança desde o início do governo Lula, em 2003. O Edital nº 48, do Ministério do Planejamento, publicado recentemente abre "concurso" curioso, que prevê pontuação alta para quem tem "experiência" e pontuação baixa para nota mínima nas provas escritas. Afinal, qualificação não é o forte dos que ocupam esses cargos.

 

Mal exemplo II


Se Antônio, o Plagiador, souber disso e gostar podem apostar que ele ressuscita o famigerado "Apostilamento" em Barbacena. Oremus...

 

Transparência no portal


Depois que este velho servo do Senhor e até o jornal O Tempo cobraram transparência ao governo municipal, Antônio, o Embaçado, se viu obrigado a convocar uma estrangeira que tem nome de brasileira para tentar colocar ordem na casa para evitar que ele próprio seja denunciado pelo MP por improbidade. Vida que segue...

 

Papéis invertidos


Antônio, o Mensageiro, durante a campanha dizia que revitalizaria e asfaltaria ruas em mutirão com a população, sendo que os moradores entrariam com a mão de obra e a Prefeitura com o "asfalto frio" do DER. Mas parece que os papéis foram invertidos, pois consta que no bairro Diniz, no famoso "Bate Cova" o Dr. Trabalho teria afirmado em uma reunião comunitária que se cada morador entrasse com uma certa cota financeira, a Prefeitura entraria com a mão-de-obra.

 

IPTU


Só não se sabe se o Dr. Trabalho se referia ao IPTU ou um dinheirinho à parte para a aquisição do material necessário à mão de obra...

 

 

 

 

Fonte: Jornal de Sábado

COMPARTILHE

COMENTE

Top 10 Mundo Mix

Notícias

Vídeos