Faça seu site!
Home > Noticias > João Magalhães gasta oito vezes a média da bancada.

NOTICIAS

Os 53 deputados federais de Minas já consumiram, neste ano, R$ 370 mil com transporte aéreo.

31/07/2013 - 15:10:03

João Magalhães gasta oito vezes a média da bancada.

Os 53 deputados que compõem a bancada mineira na Câmara Federal gastaram mais de R$ 370 mil nos primeiros sete meses do ano somente com passagens aéreas. As viagens são ressarcidas pela Casa, já que compõem a Cota para Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap).

A média gasta entre janeiro e julho deste ano foi de R$ 6.986,22 por deputado. Se, por si só, o valor não é tão alto (correspondente a R$ 1.000 mensais), em alguns casos os deputados estouram em muito a média. O recordista é João Magalhães (PMDB), cujos gastos, de janeiro a julho deste ano, foram de R$ 55.359,42 - oito vezes a média. O montante daria para pagar as viagens de oito parlamentares, considerando a média de gasto.

Mais intrigante é que Magalhães não optou pelos meios mais convencionais para fazer seus deslocamentos entre Brasília e Minas ou dentro do Estado. Do total pago em viagens aéreas, aproximadamente R$ 40 mil foram com fretes de jatinhos - nenhum dos outros 52 deputados registrou gasto semelhante. O restante do recurso foi utilizado para pagar bilhetes aéreos de aviões de carreira.

A empresa contratada para realizar os traslados é sempre a mesma, identificada como Abelhas Air Serviços Aéreos. Os destinos também foram parecidos. Em Minas, as cidades visitadas com mais frequência foram Manhuaçu, Governador Valadares ou Ipatinga (região Leste), municípios que integram sua base eleitoral.
Procurado, o deputado João Magalhães não foi encontrado em seu gabinete. Conforme apurou a reportagem, o peemedebista estava em viagem ao exterior.

Outros parlamentares gastaram bem mais que a média. Leonardo Monteiro (PT), por exemplo, foi ressarcido em R$ 19,9 mil, valor que daria para custear as viagens de três parlamentares no período, levando em consideração a média. Na sequência, vem os deputados Fábio Ramalho (PV), que gastou R$ 18,7 mil, e Renato Andrade (PP), com gastos de R$ 15,7 mil.

Custeio. A cota parlamentar é de R$ 30.490,33 mensais para cada deputado mineiros, ou seja, cerca de R$ 365 mil por ano. Na conta, além das passagens aéreas, podem ser incluídos gastos com material de consumo, divulgação da atividade parlamentar, serviços postais, segurança e combustível. O levantamento da reportagem foi feito a partir de dados disponíveis no site da Câmara de Deputados.

 

Foto: Laycer Tomaz

 

 

 

Fonte: O Tempo

COMPARTILHE

COMENTE

Top 10 Mundo Mix

Notícias

Vídeos